• Veterinária 3 Irmãos

A gestação em cadelas

A chegada de novos filhotinhos é um momento muito especial tanto para o tutor quanto para a mamãe pet. A sensação de ver aqueles pacotinhos de puro amor não tem preço, não é mesmo?


Mas, para que nada dê errado, é muito importante levar a gestação da sua amiga bem a sério e tomar uma série de cuidados. Ter bastante informação sobre o assunto é essencial e a gente vai te ajudar nisso.





A gestação de uma cadelinha é muito mais rápida do que a de uma mamãe humana. Ela dura, em média, 63 dias, com uma variação comum de 58 a 68 dias. Essa condição independe da raça ou do porte da futura mamãe.


Para saber se a cadela está grávida, você deve ficar atento aos seus hábitos. No começo da gravidez, é natural que haja redução de apetite, inchaço das mamas e mudanças de comportamento. Mas, nem tudo o que parece é. Como esses sinais são um tanto inespecíficos, se notá-los, o ideal é que você procure um médico veterinário que possa descartar outras possíveis alterações, como tumores de mama, gravidez psicológica e infecção do útero.


Para confirmar a gravidez, conte 21 dias a partir do momento da cruza e, então, leve a sua filhota para fazer uma ultrassonografia. É a partir da terceira semana de gestação que esse exame pode identificar a presença de vesículas embrionárias.


Quais cuidados devo tomar?


Antes de mais nada, é preciso garantir que a cadela esteja com a saúde em dia. Sendo assim, um dos primeiros cuidados a serem tomados é a realização de uma consulta com um médico veterinário. Ele vai fazer um exame completo, com o objetivo de checar vacinas e vermífugos, bem como, possivelmente, pedir alguns exames complementares, como os de sangue.


Como a gestação é mais curta, o acompanhamento deve ser semanal. De modo geral, pede-se um exame ultrassonográfico com 21 dias, e uma radiografia com 47 dias de gestação, permitindo ao médico veterinário saber quantos são os filhotes e em que posição eles estão.


Durante o período, ela deve se alimentar com rações de qualidade, que permitem maior absorção dos nutrientes necessários nessa fase. E, claro, ela deve ter a sua disposição água limpa e fresca.


Você pode passear com ela, mas faça trajetos mais curtos e sempre leve água consigo. Ela vai estar mais cansadinha na medida em que as semanas passarem. Mantenha os banhos, mas os faça de modo a não causar estresse. Evite situações de tensão e possíveis sustos.


Por fim, mantenha ela num ambiente limpo, confortável e com tudo o que ela precisa por perto. Não deixe ela passando frio ou calor demais.


E o parto?


O médico veterinário vai avaliar qual o melhor tipo de parto. Se os filhotinhos estiverem em posições complicadas, ele vai sugerir uma cesariana. O importante, acima de qualquer coisa, é você manter o pré-natal. Com um bom acompanhamento, tudo tende a dar certo na hora do nascimento. E o resultado é o que estamos vendo nas fotos que ilustram esse artigo: filhotinhos fofos e saudáveis.




0 visualização

© 2018 - Todos os direitos reservados para Clínica Veterinária 3 Irmãos