• Veterinária 3 Irmãos

Como cuidar de cães e gatos idosos?


Num dia qualquer você se dá conta de que o seu cachorro apresenta pelos brancos e que o seu gato já não se alimenta como antes. Aquele animalzinho danado, brincalhão e sapeca agora prefere passar mais tempo dormindo do que brincando. Você mal se deu conta, mas já se passaram 14 ou 15 anos desde que trouxe para casa o seu melhor amigo. Só então percebe que os efeitos do tempo chegaram e que trouxeram consigo uma série de mudanças.


Assim como os humanos, os pets também apresentam limitações e problemas de saúde decorrentes da idade e, por isso, precisam de uma série de cuidados para que possam viver com qualidade nessa fase da vida. Cuidar da saúde deles, dos espaços da casa e até mesmo da forma como você lida com eles é fundamental para garantir a segurança e o conforto dos peludos.


Se você tem um cachorro ou um gato idoso em casa, vai notar sinais de mudança de comportamento que vão desde a vontade de dormir mais até o aumento da frequência de vezes em que o bichinho faz as suas necessidades fisiológicas. Na hora do soninho, aquela respiração levinha pode se tornar um ronco mais alto. O hálito pode sofrer alterações e o globo ocular ficar esbranquiçado. Os gatos, de um modo geral, começam a dar saltos mais curtos e a passar mais tempo “escondidos”, pois entendem que são presas fáceis quando estão com idade mais avançada.


Mas, todas essas mudanças não significam que o pet está triste ou que tenha parado de te amar. Você precisa entender os sinais da idade e respeitar as limitações impostas pelo envelhecimento, bem como mudar algumas atitudes para garantir que não haja problemas.


A primeira delas é assegurar que o seu amigo receba uma assistência adequada. Você deve ter um veterinário de confiança que possa verificar a presença de qualquer alteração logo que ela ocorra, de modo a indicar um possível tratamento. Manter a carteira de vacinação em dia e fazer o uso de vermífugos a cada 6 meses é fundamental. Check-ups semestrais também são importantes para detectar qualquer mudança na saúde dele.


A segunda é adaptar as brincadeiras. Se antes você passava horas correndo ou fazendo atividades mais intensas com ele, agora você deve deixá-lo ditar o ritmo e deve respeitar as pausas de que ele necessitar.


A terceira é colocar os potes de comida e água em locais mais altos, evitando que ele force a coluna. Além disso, mantenha os potinhos sempre no mesmo local. Aliás, qualquer alteração nos móveis e nos objetos da casa pode ser um problema, já que nessa idade os bichinhos apresentam confusão mental e, muitas vezes, cegueira. Invista em rampas, almofadas e tapetes antiderrapantes para proteger as articulações dos pets idosos.


A quarta é manter a rotina dele do jeito que sempre foi. Leve ele sempre à mesma Pet Shop, passeie pelos mesmos lugares, coloque-o para dormir e o acorde nos horários em que ele está acostumado.


A quinta é manter uma alimentação balanceada e seguir sempre a recomendação do veterinário. Nessa fase da vida, é comum que eles apresentem doenças relacionadas ao fígado, diabetes, problemas cardíacos e etc. Utilize sempre uma boa ração e tome cuidado com a nutrição de um modo geral.


A sexta, a mais importante delas, é ter paciência. Lembre-se de que eles estão com você apenas para dar amor. Eles doam a você o que têm de melhor. Não negligencie as suas necessidades e jamais abandone o seu amigo quando estiver idoso. Lembre-se de que quando você o adotou, assumiu o compromisso de que cuidaria dele até o final da vida e não há crueldade maior do que não cumprir isso. Como dizem, o amor não envelhece. Até o último suspiro ele vai te amar e te considerar a coisa mais importante da vida dele. Pense nisso e dê o seu máximo para garantir que os últimos anos do seu cão ou do seu gato sejam tão bons para ele quanto foram os primeiros.


Caso você tenha alguma dúvida sobre como proceder com o seu animal idoso, consulte a nossa equipe de veterinários. Aqui na 3 Irmãos nós temos diversos tratamentos que aumentam a qualidade de vida dele, desde fisioterapia com esteira aquecida até acupuntura. Se ainda não conhece o nosso espaço, fica o convite.


#prevencao

#cuidado

#caes

#cao

#cachorro

#doglovers

#cachorreiro

#veterinario

#veterinaria

#clinicaveterinaria

#clinicaveterinaria24horas

#veterinaria24horas

#veterinaria24h

#veterinario24horas

#florianopolis

#floripa

#veterinaria3irmaoscentro

#veterinaria24hflorianopolis

#caoidoso

#gatoidoso

#petidoso

#cuidadoscompetidosos

#cuidadoscomcaesidosos

#cuidadoscomgatosidosos

#melhorveterinarioflorianopolis

#melhorclinicaveterinariaflorianopolis

137 visualizações

© 2018 - Todos os direitos reservados para Clínica Veterinária 3 Irmãos