• site3irmaos

Saiba tudo sobre a Oncologia Veterinária

Quem tem pets em casa, sabe que o câncer é um problema relativamente frequente no mundo animal. Embora haja uma série de fatores externos que podem desencadear o surgimento da doença em cães e gatos, fatores genéticos e as diversas alterações celulares que ocorrem ao longo da vida do animal, somados ao próprio envelhecimento e a uma deficiência particular do sistema imune, também são apontados como algumas causas já conhecidas. Por mais que tenhamos como evitar uma boa parte dos problemas por meio da castração, por exemplo, o surgimento de tumores ainda é um tanto imprevisível. Mas, o que não é mais imprevisível é a forma como lidamos com eles atualmente.


Com o avanço da medicina veterinária, muitas são as formas de descoberta dos tumores em estágios iniciais e muitos são os tratamentos possíveis. Esses tratamentos são voltados à cura ou são utilizados de forma paliativa, sempre tendo em vista a qualidade de vida do animal afetado. Hoje contamos com exames sofisticados e medicamentos eficazes na luta contra esse problema que nos causa tanto medo. Nesse cenário, a oncologia veterinária é a principal esperança de solução para os que têm um pet doente em casa, buscando diagnósticos precisos e tratamentos eficientes que possam curar animais acometidos por esse mal.


Em busca de uma capacitação cada vez mais precisa para diagnosticar, prevenir e tratar as doenças relacionadas ao câncer, os oncologistas veterinários são os grandes incentivadores de estudos e pesquisas do segmento em busca do bem-estar dos animais. Reunindo profissionais especializados que querem chegar cada vez mais perto de respostas mais concretas para os enigmas da doença, as diferentes entidades focadas no tema (como a Associação Brasileira de Oncologia Veterinária) realizam uma série de congressos e palestras especiais para o setor – tendo o aumento do conhecimento e da capacitação dos profissionais como principais objetivos.


Estimulando a troca de informações entre as entidades nacionais e internacionais da oncologia veterinária, o segmento incentiva a união entre médicos veterinários e acadêmicos que buscam esclarecimentos e possibilidades cada vez maiores de cura para os animais com câncer. Como resultado, são cada vez mais visíveis o aprimoramento dos profissionais e os avanços na medicina veterinária oncológica.


Por meio de todos esses avanços, hoje o oncologista consegue trabalhar com diversas formas de diagnóstico precoce, afastando, em boa parte dos casos, o tão temido óbito do bichinho. Exames de imagem, como tomografias e ressonâncias magnéticas, são usados, atualmente, como importantes aliados, permitindo diagnosticar de maneira concreta a presença da doença em cães e gatos. Tais exames facilitam tanto a identificação de tumores como a descoberta da sua localização de maneira mais acertada e precisa.


Seguindo o modelo de tratamento de outras doenças diversas, o câncer é atacado de acordo com as suas particularidades específicas. O oncologista veterinário leva em consideração que cada tipo de tumor deve ser tratado de acordo com as suas próprias características e o seu nível de evolução. Embora o procedimento cirúrgico seja, em grande parte dos casos, a opção adotada para livrar os pets de tumores, ao longo dos últimos 20 anos, uma série de novas possibilidades surgiu, permitindo que tratamentos menos invasivos pudessem ajudar cães e gatos a se curar.


A tradicional quimioterapia, assim como para os humanos, é usada com frequência em pets com câncer, em sistemas neoadjuvante, adjuvante ou paliativo. Outra forma de tratamento que também tem sido usada nos últimos tempos é a crioterapia – que consiste no congelamento em baixas temperaturas como forma de terapia. A Eletroquimioterapia, bastante nova, trabalha com eletroporação e quimioterápicos associados, sendo hoje uma ferramenta eficaz e moderna, utilizada em cirurgias ou pós operatórios.


Relativamente nova no mundo animal, a radioterapia é mais uma opção que começa a se enraizar entre os pacientes com câncer. Assim como a utilizada em humanos, se apresenta muito eficaz, mas tem pouca utilização, dado o seu alto custo e a localização dos seus centros de referência, hoje presentes apenas em capitais como Rio de Janeiro e São Paulo.


Independentemente do grau de invasão de cada um destes métodos, a escolha para o tratamento do câncer em pets deve ser indicada por um profissional especializado em oncologia veterinária – que saberá o meio mais adequado de tratar o animal, levando em consideração fatores como localização, tamanho e desenvolvimento do tumor e a condição de cada paciente, individualizando cada caso.


É por isso que aqui na Clínica Veterinária 3 Irmãos nós contamos com o excelente trabalho da Dra. Carla Sales, uma das profissionais mais dedicadas ao estudo nessa área em Santa Catarina. Pioneira, é referência quando se trata de oncologia veterinária e não mede esforços para trazer as novidades para a nossa clínica e oferecer o que há de mais moderno e seguro em relação aos tratamentos. Hoje a oncologia é um dos nossos grandes diferenciais e isso somente é possível pelo excelente trabalho que a Carla realiza com os nossos pacientes.




86 visualizações

© 2018 - Todos os direitos reservados para Clínica Veterinária 3 Irmãos